Versões.

28 nov

     Era fim de tarde e eu voltava do trabalho, meu carro, bem como outras coisas da minha vida, estava ruim. Então, aceitei a carona de uma colega de trabalho até o ponto de ônibus mais próximo. Na parada haviam alguns casais e um senhor, fora isso todo resto era escuridão e vazio. fechei os olhos e lembrei de um tempo – agora distante psicologicamente – onde eu fazia parte daquele seleto grupo de pessoas bobas e apaixonadas.

Assim que o ônibus chegou embarquei, sentei bem na frente numa cadeira individual, sempre as preferi – afinal você nunca sabe quem pode sentar-se ao seu lado – pensei no trabalho, mas não consigo agora lembrar sobre o que especificamente estava pensando, pois segundos depois tudo fora varrido da minha mente. Eu sabia que podia encontrá-lo ali, na verdade vê-lo mesmo que de longe era um dos pontos mais altos do meu dia, mas aquele não era mesmo um dia bom. Ele não estava sozinho, sua mão branca segurava outra, seu sorriso encantava outro par de olhos. Eu quis descer daquele ônibus e fazer algo ruim contra ela, eu quis tirar ele dali e repreende-lo como se faria com uma criança desobediente.

Rezei pra ele não me visse, mas eu também não pude fechar a janela, fiquei ali olhando pra frente fingindo que não via nada, mas cada músculo do meu corpo agia de forma contrária. O motorista ligou o ônibus novamente, e quando eu pensei que poderia respirar a vontade ela entrou no ônibus. Eu e ele a observamos, ele parecia admirado e eu sentia exatamente o oposto. Assim que ela passou por mim, olhei pra ele outra vez, dessa vez ele me viu. Seu aspecto mudou bruscamente, assentiu com a cabeça pra mim de forma cordial, eu retribui mesmo sentido como aquilo me machucava.

O ônibus partiu e eu fui pra casa rezando pra que no outro dia eu já o odiasse. Vê-lo com outra não era exatamente o problema, mas vê-lo ali com essa outra era uma afronta, eu me via nela, ela era agora quem eu costumava ser mas numa outra versão.

Indicação de Livro – O mundo de Sofia.

13 nov
  Titulo: O mundo de Sofia

  Lançado no Brasil em: 1995.
  Autor: Joestein Gaarder
  Gênero: Romance.  


 O mundo de Sofia é um livro que já é considerado Clássico, o romance e guia filosófico foi escrito em 1991 por Joestein Gaarder e traduzido para mais de 50 línguas. Só tive o prazer de me deparar com ele quando estudei filosofia no ensino médio. 

   O livro conta a história de Sofia uma menina que mora com uma mãe nada convencional enquanto o pai esta lutando na guerra, Sofia leva uma vida bem calma até quando esta prestes há completar quinze anos começa a receber mensagens estranhas em cartões postais endereçados à outra garota e bilhetes que surgiam misteriosamente. O primeiro deles pergunta “Quem é você?” Sofia percebe que aquela não era uma pergunta fácil de responder, as perguntas seguintes também não eram. Os bilhetes levam Sofia e o leitor a conhecer um filósofo chamado Alberto Knox que os guia em uma viagem pelo mundo da filosofia que começa ainda no período pré-socrático e segue até o pós-moderno.


Aos que não gostam de filosofia o livro pode não parecer interessante, mas há muito por trás da história, mas essa parte só lendo pra saber. E aos que não gostam de leituras extensas e quiserem conhecer a história há um filme que é adaptação do livro, o mesmo foi lançado no Brasil em 2008. 
Até mais, (: 

The Vampires Diaries 2×07 – Masquerade

10 nov
Se tem uma série vem tendo episódios espetaculares a cada semana, sem dúvida, essa série é The Vampire Diaries. Posso afirmar também, que esse episódio foi o melhor até agora. O episódio terminou com gosto de season finale, sendo ainda o sétimo. Um feito!
O ápice do episodio envolvia a história da BichMaster Katherine, que pra mim é a melhor personagem do seriado junto com Caroline.

Depois de um término de fazer qualquer um chorar, Stefan decidiu deixar de ser donzelo e junto com Damon perfeição criou o esquadrão da morte, morte de Kath claro. Kath já havia ameaçado matar todos os coadjuvantes da série, por isso, essa revolta está eminente, mas ninguém imaginava era que a morte da Vampira iria acontecer ali, na festa mais badalada de Mystic Falls, entre uma taça de champanhe e um petisco (como citou alguém que não me lembro o nome no twitter).

Esquadrão formado, e eu devo admitir que adorei ver Jeremy trabalhando junto com Damon, trouxe vida ao personagem do garoto, que finalmente deixou de ser emo, até Tia Jenny percebeu. Além disso tivemos a participação do Professor Alaric, Caroline e Bonnie. O que me chamou a atenção foi que eles realmente acreditaram que poderiam matara a Biich, como se fosse assim tão fácil.
Mas Katherine como sempre tinha sua carta na manga, chegou acompanhada a festa não de um super vampiro sexy como é de se esperar, mas de sua bruxinha de estimação Lucy, que fez uma magia para que tu que acontecesse a Kath também afetasse a Elena.
Bonnie por sua vez, cumpriu sua tarefa importante de colocar um feitiço no quarto para prender Kath, enquanto Jeremy a seguia pra cima e pra baixo. Olha só, odiei o clima entre Bonnie e Jeremy, acho que não tem nada a ver e super desnecessário. Mas vamos ver o que o roteiristas tem em mente.
Enquanto o esquadrão trabalhava, os planos de Kath entravam em ação, é incrível como a Vampira sempre pensa além. Depois da perda de Mason ela precisava repor a presença de um lobinho e o que ela fez? Colocou Matt delicinha bêbado para criar confusão e fazer Tyler matar a menininha ipinotisada sem querer, mais uma, porque Kath já havia feito o favor de matar a outra safadinha logo no inicio do episódio. Ou seja, menos duas personagens inúteis na série.

Durante a execução desse dois planos super excitantes temos a Bich Master dando um show de sensualidade num vestido de gala, mostrando que sabe ser elegante e má ao mesmo tempo sem descer do salto e causar alarde. Dançava com Stefan e matava uma coadjuvante sem piedade, Katherine mostrou mais uma vez que na arte de matar piriguetes ela se sai bem melhor que Damon. Alok!

Agora o que me fez arrepiar foi a ensenação de Caroline e ver KATH caindo nela, e a gargalhada da Caroline na cara da Vambich? Não Tem preço! Putz Caroline tem crescido muito na série, ninguém pode negar. (Queria uma foto dela nesse episodio pra por aqui, mas nao achei nenhuma decente)
Depois disso temos o incidente do feitiço da bruxa Lucy fazer com que tudo que fizessem a Vamp afetasse a Elena, atrapalhando completamente os planos do esquadrão. Porém Kath não sabia que a bruxinha de estimação iria virar a casaca logo em seguida de encontrar a bruxinha chata bonnie. Sorte para o esquadrão.

O problema é que ninguém teve coragem de matar a melhor personagem da série, afinal de contas quase metade do elenco já foi pro brejo e nesse episódio foram duas de uma vez só.
O que aconteceu é que jogaram Kath na tumba de onde ela nunca deveria ter saído e lançaram novamente o feitiço. Pra mim a parte mais perfeita de todas foi ver Damon fechando aquela tumba, deu um gostinho de vingança realizada sabe? ADOREI.

Embora que saibamos que a Vamp não ficará lá por muito tempo, já deu pra notar que a volta dela tem muito mais história escondida do que a que voltou por Stefan. Ela ta é fugindo de um inimigo que tem mais poder que ela, agora tudo indica que quem pode se ferrar é Elena, já que ela que é raptada por um cara mascarado ao final do episódio.
Por fim, eu tenho que dizer: Jeremy, vem aqui em casa!!!!!!!! Hahahaha

Indicação de série – Private Practice

5 nov

 Private Practice é uma série Spin-off de Grey’s Anatomics que tem como protagonista a Drª Addison Montgomery (Kate Walsh). Depois de se separar de Derek e se demitir do Hospital Seatle Grace, Addison muda sua vida totalmente indo morar em Los Angeles com seus amigos da faculdade Naomi e Sam Bennett.

Lá ela conhece Pete, um médico amargurado que perdeu a esposa a pouco tempo e não quer saber de compromisso. Cooper um pediatra viciado em salas de bate papo e que vive se metendo em problemas com as mulheres que conhece. Violet uma psiquiatra que não consegue resolver seus próprios problemas e vive perseguindo o ex. E Dell uma espécie de faz-tudo que sonha em ser parteiro. O foco médico de Pratice Privates é diferente da maioria das séries médicas pois não envolve muitas cirurgias, eles trabalham numa clinica, Oceanside Wellness Group, onde aplicam medicina cooperativa, veem o paciente como um todo.
A primeira temporada estreou em 2007 e teve 9 episódios, o foco da mesma é a adptação de Addison ao novo ambiente de trabalho, para uma cirurgiã foi complicado mudar tão drasticamente, por isso vez ou outra vemos Adisson trabalhando juntamente com Charlotte King, chefe de equipe do Hospital de Santo Ambrósio. No inicio da série ela e Pete tiveram um flerte que não foi muito a frete, no fim da temporada ela começa a namorar com um policial as SWAT.
A segunda temporada dá mais foco aos problemas financeiros pelos quais a clinica passa, depois de vários desentendimentos Addison acaba assumindo a liderança. Cooper e Charlotte estão num relacionamento sério, Violet se envolve com Pete e um outro médico ela acaba engravidando e não sabe se quer quem é pai. Addison se envolve com um médico que é marido de uma das suas pacientes. O fim da temporada é dramático com violet entre a vida e a morte.
Na terceira temporada Violet tenta se recuperar do trauma mas não consegue e acaba deixando seu filho aos cuidados de Pete, Sam e Naomi voltam a namorar mas essa relação acaba não dando certo, depois disso ele se envolve com Addison o que faz com que o relacionamento entre as duas amigas seja ainda mais abalado. Um outro momento importante que finalmente vemos um relacionamento entre Addison e Pete.
Atualmente a série esta na 4ª temporada e tomou caminhos totalmente diferentes do que quem viu a primeira temporada poderia imaginar. É muito boa e vale a pena conferir. Se alguém tiver interesse em baixar: http://www.seriesw.com/ ou http://stvix.blogspot.com/

Voltar

1 nov
Eu estava de volta ao local onde aquilo tudo começou, o lugar onde eu descobri que o menino que havia crescido ao meu lado não era só mais um cara legal. Eu demorei pra enxergar, e mesmo depois de conseguir ver claramente, quando estávamos juntos e felizes, eu precisei de mais, precisei buscar algo, me buscar. Eu fugi, mas depois de um tempo não havia mais lugares onde me esconder, porque onde quer que fosse ele estaria comigo, ele era a referência, ele era eu, eu já tinha me encontrado.

Colocar meus pés nesse lugar outra vez me preencheu com um coquetel de sentimentos diversos, fiquei vagando em frente o ponto de encontro, o celeiro. Ri com algumas lembranças que me vieram naquele momento. Até que ele chegou, seus passos largos mas despreocupados, as mãos no bolso da jaqueta, o cabelo oscilando no rosto. Ryan parou bem na minha frente, não sorriu, não disse nada, eu não conseguia ler coisa alguma. “Ele havia mudado” pensei, mas tudo bem eu também tinha.

Eu o abracei, senti o cheiro de campo que o seu corpo tinha, encostei minha cabeça no seu peito. Ele levantou meu rosto pra olhar nos meus olhos.

– Você esta de volta? – ele perguntou sério.
– Estou. – respondi. – Eu não tinha deixado tudo pra atrás, mas resolveria, ali era o meu lugar.
– Que bom, então. – ele falou me beijando.

Por muito tempo o pé no chão e a necessidade de compromisso e segurança, foram as coisas que me levaram embora, mas eu não quero fugir, nunca mais.

Filme – Um Olhar do Paraíso – Resenha Crítica.

29 out
The lovely Bones, titulo original, ou Um olhar do paraíso modo como fora traduzido no Brasil, é um filme inspirado no livro “Garota Interrompida” baseado em fatos reais e escrito pela autora Alice Sebold.  

“Meu nome é Salmão como o peixe. Primeiro nome Susie. Eu tinha 14 anos quando fui assassinada, em  de dezembro de 1973.  Susie era uma garota que vivia com a famíla na Pensilvânia, acabará de completar quartorze anos e tinha ganho uma camera fotográfica dos pais.

“Eu adorava o jeito como a foto poderia capturar o momento antes que ele acabasse”

Susie tinha uma queda por um garoto da escola, Ray Singh, no dia em que foi morta ela saiu de casa com a irmã e ficou até mas tarde no clube do filme, antes de ir embora ela marcou um encontro com Ray, mas nunca pode ir.

“Eu tirei uam foto do meu assassino uma vez, (…) estava fotografando as flores quando ele entrou na frente e estragou a foto, ele estragou muitas coisas”

Após ser assasinada Susie toca Rute Connors,, uma garotaa estranha que era da mesma escola, e em seguida vai para a sua própria versão de céu, onde conhece Holly uma especie de guia que tenta fazer com que a garota siga em frente. “Holly me falou que havia um céu bem vasto onde não existia milharal, nem lembranças”

Enquanto isso a familia de Susie passa por problemas, o pai investiga todos os possíveis suspeitos do crime, a mãe não suportar sequer ocar no assunto, o irmão mais novo insistia em dizer que havia visto Susie. Pouco antes de morrer Susie deixará 24 filmes para serem revelados, Jack, seu paim revelará um por mês, como havia prometido a filha. Para ajudar a familia a vó materna, Vovó Lynn, se muda para a casa da filha.

“Meu assassino começou a se sentir seguro, ele sabia que as pessoas tinham que seguir em frente (…) Mas  ele não entendia o quanto um pai podia amar seu filho”.

Quando revela o ultimo filme jack vê a foto do assassino, ele segue o vizinho até o milharal mas acaba caindo numa armadilha e é espancado por um adolescente. Para ajudar o pai a provar que estava certo Lindsey invade a cada de Mr, Harvey .

Não vou contar o fim do filme, deixarei assim pra que se quem não viu não fique sabendo de tudo assim, assitir vale muito a pena. O  filme pode parecer um pouco triste em certos momentos mas passa uma lição ótima, mostra um lado da vida que vale a pena acreditar, seriaa bom se existisse algo depois disso tudo. Se cada um de nos tivessemos nosso “próprio mundo perfeito”
Um outro detalhe importante é que a história é baseada na vida da autora que fora estuprada e ao procurar a policia descobriu que várias outras mulheres haviam sido violentadas e algumas mortas no mesmo local.

Dexter 5ª tempora – Episódios 3 e 4

24 out

“Practically Percefct” O inicio do terceiro episódio é hilário Debra e Dexter estão entrevistando possíveis babás para Harisson, mas interrogando seria a palavra certa pra descrever a atitude agressiva de Debra. Por fima escolhida acaba sendo Sonya uma enfermeira desempregada que encantou harryson imediatamente e conquistou Dexter ironicamente enquanto cantava “O bebê vai ninar, enquanto o papai vai caçar” para o garoto.
Dexter leva Harryson a terapia, pois o pai tem medo que o filho tem mesmo “nascido do sangue” exatamente como ele, mas a médica o alivia dizendo que o garoto é muito novo para manter certos traumas e diz para Dexter cuidar de si mesmo. E ele não vê jeito melhor que continuar sua caçada que tem como objetivo capturar um outro assassino em série Boyd, funcionário do controle de animais.


Enquanto no departamento continuam a investigar os crimes supostamente ligados a “Santa muerte” e uma das testemunhas é assassinada. As coisas ficam mais complicadas entre Laguerta e  Angel quando ela descobre que o marido brigou num bar, Quin continua investigando Dexter e junta os pedaços dos retratos falados descritos pela família de Arthur Mitchel. Quando Dexter põe seu plano para matar Boyd em prática acaba sendo surpreendido pelo mesmo e ambos vão parar no hospital. Agora Dexter também estava sendo caçado, mas foi mais rápido e conseguiu pegar o “Bad Guy” na sua própria casa.

Antes de acabar com Boyd vemos mais uma vez uma demostração de sentimentos por parte de Dexter “Lembra no caminhão quando você me perguntou o que eu quero? Eu quero minha esposa de volta”. Matá-lo significa pra Dexter se conectar com quem ele era, ele pretendia ficar curado, mas não conseguiu. Matar não mudou nada “Sem coros de aleluia, nada parece diferente, se alguma coisa acontecer só fico mais vazio” Logo em seguida Dexter ouve um barulho, havia mais uma vitima na casa, ela ainda estava viva.

“The Beauty and the Beast” O quarto episódio começou com Dexter cuidando da estranha que estava escondida na casa de Boyd, Debra liga pra ele e pede sua ajuda numa cena de crime, inicialmente ele tenta se esquivar mas depois resolve ir, Talvez eu possa usar a cena do crime para identificar a moça”  Depois de deixar a babá a noite toda com Harrison sem avisá-la a mulher diz a Dexter que não poderá mais cuidar do garoto. Dexter descobre quem é a mulher “Lumen Ann Pierce”. Quando volta para a casa de Boyd Lumen o ataca e foge, sendo pega logo em seguida.

Enquanto Angel vai até o hospital se desculpar com o cara em quem ele bateu. Quinn tenta se aproximar do filho de Arthur Mitchel e caba sendo preso e posteriormente suspenso por Laguerta, Já Debra invade a casa de um suspeito e consegue salvar a vida de um rapaz, Fo fim do episódio ela vai para a casa de Quinn. Dexter esta disposto a soltar Lumen mas ela é quem não esta pronta pra ir embora.